quarta-feira, 13 de outubro de 2010

A educação pública em São Paulo é uma vergonha

Em reportagem até a folha aliada dos tucanos paulistas que já estão no poder em São Paulo a 16anos, comenta os péssimos resultados da educação pública no estado de São Paulo, depois da implantação da progressão continuada( onde o aluno passa de ano sem saber nada) e as péssimas condições de trabalho do professor, sem falar no salário um dos mais baixos do país o estado esta na contra-mão do desenvolvimento do país.

Os resultados do Saresp, prova de português e matemática aplicada pelo governo paulista, mostram que, na rede estadual, o desempenho dos alunos do 3º ano do ensino médio não chega ao esperado para a 8ª série. A informação é de Fábio Takahashi e Talita Bedinelli, em reportagem publicada na Folha (disponível para assinantes do jornal e do UOL).

O exame avalia os estudantes da 4ª e da 8ª séries do ensino fundamental e da 3ª série do médio. Em 2009, foi registrada melhora na 4ª série: a média subiu de 180 para 190,4 em português, numa escala que vai até 500.

O avanço foi mais tímido na 8ª série e inexistente no 3º ano do ensino médio, ambos com desempenho abaixo do que é considerado ideal.

A gestão José Serra alega que, embora a situação não seja satisfatória, políticas adotadas pelo governo melhoraram os resultados. Especialistas classificaram como "pífio" ou "tímido" o desempenho dos alunos.

Matemática e Português

Os alunos da 3º série do ensino médio apresentaram redução de rendimento na disciplina de matemática no ano de 2009 em comparação a 2008 (de 273,8 para 269,4). Ao todo, 58,3% dos estudantes que concluem o ensino médio têm conhecimento insuficiente.

Já a avaliação do desempenho dos estudantes em língua portuguesa teve melhoria em todas as séries, com destaque para os alunos da 4º série que tiveram elevação de 10,4 na escala de avaliação da secretaria, subindo de 180 para 190,4. Além disso, a porcentagem de alunos nos níveis suficiente (de 66,8% para 68,8%) e avançado (6,5% para 10,3) apresentaram elevação, enquanto os insuficientes registraram queda.

3 comentários:

Anônimo disse...

Uma vergonha a educação em São Paulo, o estado mais rico do Brasil, tem um dos piores salários pagos aos professores, a situação é deplorável o PSDB nos seus 16 anos de governo privatizou a educação no estado, a classe média esta na escola particular, enquanto os mais pobres encontrasse abandonados em salas de aulas lotas e com apostilas ridículas...Não vai ser fácil aguentar mais 4 anos de PSDB no estado de SP, estou pensando em ir embora do estado.
Prof. João
São Paulo SP

Anônimo disse...

O que fazer com a educação em São Paulo? ao meu ver não tem mais solução difícil reverter o quadro com a atual administração, as condições de trabalho são péssimas, e o pior é saber que o professor alienado vota no PSDB, outro dia em uma conversa na sala dos professores uma professora afirmou:" que o problema da educação estar desse jeito é culpa do Lula" santa ignorância...convenhamos

José Carlos Campinas SP

Anônimo disse...

Quero entrar na discussão...primeiro queria informar aos colegas de profissão que a situação no interior não é diferente, aqui em Ribeirão Preto os alunos passam sem saber nem ler e escrever direito, e os professores acabam ficando preocupados com o bônus no final do ano, quanta hipocrisia...De fato a escola pública não é mais a mesma de 20 anos atrás, mas uma parcela de culpa é da sociedade não apenas do Governo...


Carlos Silva Santos
Ribeirão Preto