segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Diretório acadêmico do IMESB divulga nota de repúdio contra Gazeta de Bebedouro.

A comunidade acadêmica do IMESB, por meio do seu Diretório Central Estudantil, divulgou esta semana uma nota de repúdio contra uma matéria e editorial publicados no jornal "Gazeta de Bebedouro" no último final de semana.

NOTA DE REPÚDIO

Em relação à matéria e editorial publicados no jornal “GAZETA DE BEBEDOURO” no último final de semana, a Comunidade Acadêmica do IMESB, através do Diretório Central Estudantil, vem manifestar sua indignação e repúdio quanto à inveracidade e o caráter absolutamente tendencioso dos textos.
O IMESB, embora necessite de ações de apoio e prestígio por parte da população e da imprensa de Bebedouro, há anos vem sofrendo com a indiferença e a falta de consciência em relação ao seu importante papel neste município.
Não bastassem todos os problemas de ordem política que em muito prejudicaram a instituição, nos deparamos com matérias sem a mínima seriedade ou mesmo embasadas em informações mentirosas e incorretas.
A bem da verdade, nós, alunos, em muito nos orgulhamos do desempenho do IMESB tanto no exame IGC (Índice Geral de Cursos) no qual recebemos neste ano 195 pontos e nota 3, bem como no banho que demos em muitas outras instituições com as aprovações nos exames da O.A.B., obtendo uma das maiores médias do estado de São Paulo.
Os formandos pelo IMESB gozam de prestígio e sucesso nos ramos por onde atuam. A jornalista que fez tal matéria desastrosa obteve seu diploma pela instituição e deveria honrá-lo, tendo maior cuidado quando da publicação de textos que possam denegrir a instituição.
Esperamos que a imprensa de Bebedouro realmente cumpra seu papel de forma ética, verdadeira e leal em relação àquilo que conquistamos com trabalho, dedicação e comprometimento, buscando sempre criticar construtivamente com base em fatos e dados checados e verdadeiros, mas, sobretudo, procurando mostrar aquilo que temos de bom e positivo.
Em tempo, a tendência a ressaltar as qualidades da FAFIBE em detrimento ao IMESB, nem mesmo levou em consideração que a quantidade de cursos influencia no número de pontos, ou seja, a outra instituição conseguiu maior pontuação por ter maior número de cursos implantados. A falta de critério mostra veladamente que a matéria buscou elogiar um criticando o outro, e este não é o posicionamento que esperamos de um órgão de imprensa sério, com a tradição que tem.

Bebedouro, 10 de setembro de 2009

Diretório Acadêmico Central do IMESB

4 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma vez podemos observar que a imprensa escrita de nossa cidade trava uma batalha, de um lado a Gazeta ( Fernando Galvão DEM -coordenador do curso de Direito da Fafibe)do outro lado o Prefeito Italiano PV - IMESB Faculdade Municipal) como sempre fica claro o jogo político esta estampado nessas disputas.

wagner disse...

e quem perde com isso?
R; a população

wagner disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
wagner disse...

qual será visão do fernando galvão em relação ao imesb, caso ele venha ser nosso futuro prefeito.,? as criticas,comparação de ensino com a fafibe...etc?