terça-feira, 8 de setembro de 2009

DIA DA INDEPENDENCIA (07 DE SETEMBRO)

Hoje no Brasil se comemora o dia de nosso processo de libertação de Portugal. O Brasil, como autentica colonia de exploração só era visto aos olhos de nossos opressores como um lugar de riqueza a ser explorada. Isso, aliados a sérios problemas internos vividos por Portugal naquele momento histórico,contribuiu para no dia 07 de setembro de 1822 ,D. pedro I declarasse a tão sonhada libertação brasileira.

O processo de independência do Brasil teve seu inicio em 1822,mas ainda não teve seu fim. O grito do Ipiranga e seu ator principal, D. Pedro I , não resolveram como em um passe de mágica, todos os problemas acumulados nessa amada terra por mais de 300 anos de saques e barbaridades cometidas com as populações nativas, e com os bravos negros trazidos acorrentados ao ferro e ao som da chibata, privados de sua identidade, liberdade, e principalmente sua tão rica cultura que foi destruída pelo processo escravocrata que ainda foi mantido pelo recente Brasil independente. Não pode se esquecer,de todos os conflitos após sua independência que geraram tantas mortes, tantas dores,tanto luto em mães e viúvas das classes menos favorecidas do recente pais, que também almejavam a tão sonhada liberdade que até o momento, só era real para a pequena elite escravocrata e agraria da época, os verdadeiros beneficiários do grito do Ipiranga.


Essas lutas sociais, após muitos mortos e prisioneiros do império brasileiro conquistou a primeira grande vitoria no caminho do pais que sonhamos. Ao derrubar a monarquia e instituir o sistema republicano do voto. Na revolução Constitucionalista, Primeira e Segunda Guerra Mundial, brasileiros de destaque defenderam valores de liberdade, de participação popular e conquista de direitos sociais. Durante os anos de chumbo da severa e criminosa ditadura brasileira, onde tantas torturas e acordos econômicos escusos aconteceram, parte da população , movimentos sociais, artísticos e políticos não desistiram da busca a liberdade, da justiça social mesmo que banhando mais uma vez a historia brasileira de sangue de seu valoroso povo.


É preciso preservar valores. Hoje muitos jovens e adultos , nem se quer respeitam ou se interessam por saber o desenrolar dos fatos de nossa recente historia como pais. Comportam-se de forma covarde e são entre outras coisas “encantados” por um processo de consumo capitalista que na maioria das vezes nunca farão parte. Como dizia o poeta, batem no peito e orgulham de dizer que não gostam de política, como se a situação de miséria, e flagelo dos menos favorecidos não fossem diretamente conseqüência política. O individualismo e egoísmo é freqüente. O sistema de educação só se preocupa em preparar o jovem para o vestibular ou mercado de trabalho, é negligenciada questões sociais, é a geração e época do eu, e não do nós, onde é dado valor ao ser humano apenas como consumidor, não como trabalhador. Esquecem que se a mulher de hoje, o cidadão brasileiro de modo geral tem direito ao voto, a educação,a liberdade de crença, a liberdade de opinião, ao sistema de saúde, a aposentadoria e inúmeros direitos sociais e políticos presentes na constituição,( mesmo que nem sempre são respeitados) foram forjados ao preço de sangue de brasileiros nascidos aqui, ou que adotaram essa pátria como nação de coração em inúmeros processos migratórios como os italianos, japoneses, árabes, sírios dentre outros de menor número mas nem por isso de menor expressão e valor.


O dia 07 de setembro foi o ponta pé inicial de um processo de independência que ainda não se concretizou para uma parcela miserável da população. Não teremos realmente a tão desejada independência enquanto haver fome, enquanto presenciarmos absurdas situações de desigualdades que acontecem em nosso dia a dia e aceitamos como normal e natural. E nunca mudaremos essa triste realidade enquanto não dermos o devido valor e importância para a mobilização social e movimentos sociais de massa.


O dia 07 de setembro ainda não acabou, a luta ainda não terminou .Cada dia temos que nos espelhar na luta árdua de todos os brasileiros que nos últimos 187 anos dedicaram sua vida ao verdadeiro sonho de liberdade, com justiça e igualdade.

Viva o Brasil, viva o povo brasileiro

Por: Geliane Gonzaga

Fonte:www.geliane-detudoumpouco.blogspot.com

Nenhum comentário: