terça-feira, 11 de agosto de 2009

Bebedouro a terra onde radialista é Doutor e o patrimônio público é usado como privado.

Em nossa cidadezinha longínqua do interior paulista, ex capital da laranja e hoje em dia a capital regional do desemprego, é comum as pessoas confundirem o que é público do que é privado, aqui, há um tempo o estado servia como beneficiador “doando” os seus terrenos a empresários ilustres como gostam de ser chamadas quando não de Doutor, nessa confusão do que é público e o que é privado concessões foram feitas a alguns beneficiados, ficaram por anos usufruindo de um bem público, nesses longos anos muito serviços foram prestados a população, como por exemplo, a divulgação de qual candidato seria a melhor opção entre outras coisas, mais agora sem ironia, prestou um importantíssimo trabalho a população tudo isso de graça?! Não porque é uma empresa privada e como já sabemos no velho e bom modelo capitalista as empresas esperam lucro, mais o que mais intriga a nossa boa fé, porque alguém filiado e representante do partido mais liberal do Brasil que apóia o neoliberalismo, apóia o afastamento do estado do jogo de mercado, estaria tão interessado em querer se beneficiar de algo público.

Temos que retornar aos anos da Ditadura militar desse país, isso mesmo voltar um pouco no tempo, durante o período de chumbo, era muito comum as mídias pro governos militares serem beneficiadas com concessões de terrenos entre outros benefícios, foi assim que a propaganda pro governo se espalhou por nosso imenso Brasil. Aqui em âmbito municipal, na terra dos coronéis o que era público também acabava sendo usado como privado, por isso foi possível tais concessões.

Não podemos, entender tudo isso como um ato de boa fé por parte do reclamante (Prefeitura), todo o estardalhaço feito em volta do fato com troca de farpas e empurrões, isso é muito comum no jogo político (politicagem) em que os poderosos lutam para controlar a mídia e dessa forma manipular a cabeça de nosso povo pouco instruído, com tudo isso podemos observar uma coisa, em Bebedouro o público é privado, e a imprensa é partidária.

2 comentários:

Anônimo disse...

A briga entre os velhos coronéis políticos de nossa cidade esta sendo travado com a ajuda dos jornais, que teriam um papel importante de informar o nosso povo não defender os interesses político desses candidatos.

Leandro Bortoloti disse...

sei que o que vou perguntar aki não tem nada de relativo ao texto, mas mesmmo assim lá vai.

CARO PROFESSOR,

TENHO TANTAS PERGUNTAS E ANSEIOS DE INFORMAÇÃO.
O QUE É VERDADE E O QUE NÃO É.
NÃO AFIRMO, CATEGORICAMENTE , QUE A MIDIA GLOBAL É TODA DIRECIONADA
E CONTROLADA POR CORPORAÇÕES DE PARVOS ESCRÚPULOS. MAS, TODAVIA NÃO
SUPORTO ASSISTIR E LER NOTÍCIAS PLANTADAS E NOTÍCIAS NÃO PUBLICADAS PARA
SAFAR ALGUM ESCÂNDALO OU HIPNOTIZAR CONSUMIDORES E TELESPECTADORES IDIOTAS.
OQUE É REALMENTE A NOVA ORDEM MUNDIAL.... O QUE OS PARTICIPANTES DO GRUPO BILDERBERG ALMEJAM.
RELATOS SOBRE CONTROLE MUNDIAL, INCULIVE POPULACIONAL ESTÃO ABERTOS. QUAL É SUA OPINIÃO SOBRE ISSO!