sábado, 21 de junho de 2008

Greve dos professores para Avenida Paulista

Nessa ultima sexta feira dia 20 de junho de 2008, os professore protestaram contra o decreto (53037/08) do governo fascista do Governador José Serra (PSDB). Hoje o estado mais rico do Brasil, paga um dos piores salários aos professores da rede estadual, e esta cada vez mais, ajudando a piorar a situação das escolas publicas estaduais.
A greve foi uma mostra que o sindicato dos professores do ensino oficial do estado de São Paulo (APEOESP) este organizado e pronto para luta, as reivindicações são:
Revogação do Decreto 53037 e da Lei 1041
Reajuste salarial já, que reponha as perdas salariais
Incorporação das gratificações aos salários com extensão aos aposentados
Realização de concurso público classificatório para todas as disciplinas
Um novo Plano de Carreira;
Fim da aprovação automática;
Liberdade de cátedra;
Extensão do ALE para todas as unidades;
Gestão democrática e autonomia da escola;
No máximo 35 alunos por sala;
Melhores condições de trabalho;
Garantia de emprego e estabilidade a todos os professores.
As mentiras da imprensa e do governo, sobre os reajustes de 12% é mentira. Pelo contrario a Hora-Aula subiria segundo a proposta do governo R$ 0,20 centavos com esse reajuste real o aumento não passaria de 4,5% ou seja insuficiente. Outros dados como a quantidade de professores no protesto são mentiras absurdas do governo, que afirma que apenas 8mil professores teria participado da greve, mentira foram mais de 60 mil professores, paralisando a avenida paulista e a consolação, os professores fizeram uma passeata pacífica e organizada pelas ruas de São Paulo, sempre alertando a população os erros e equívocos do governo, que esta degradando a escola pública paulista.

Nenhum comentário: